Quarta, 13 Março 2019 13:05

Senge-PR presta contas financeiras e de atividades sindicais

Entidade planeja rumos para enfrentar ataques aos engenheiros e engenheiras com a reforma da previdência.

Diretoria_relatorio2018_manoelramires (20)

O Sindicato dos Engenheiros do Estado do Paraná (Senge-PR) realizou a primeira etapa da Assembleia Geral Ordinária (AGO) da entidade. As sessões ainda acontecem nas regionais, em Campo Mourão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Ponta Grossa, e Sudoeste. Na pauta, a prestações de contas de 2018, o relatório de atividades da entidade. No mesmo dia ocorreu a reunião da colegiada que ainda discutiu os impactos da reforma trabalhista e como enfrentar a reforma da previdência que está em tramitação no Congresso Nacional. O saldo foi considerado positivo.

AÇÕES SINDICAIS
O ano também foi dedicado as negociações que trouxeram benefícios para os engenheiros e engenheiras do Paraná. A entidade promoveu e participou de assembleias e audiências em todo o estado, reuniões e eventos com o CREA, além de realizar cursos de formação sindical e palestras para estudantes.

Diretoria_relatorio2018_manoelramires (2)

IMPACTOS DA REFORMA TRABALHISTA
A reforma trabalhista trouxe um novo cenário de negociações para entidade com os patrões querendo promover a perda de direitos. O Senge tem conseguido manter em acordos e convenções cláusulas importantes como o intervalo intra jornada; o local de homologação da rescisão; a contribuição e o custeio sindical; o banco de horas e horas in intinere dentre outras, vem se destacando conforme percebemos na tabela as cláusulas mais discutidas nas negociações.

Essas alterações legais refletiram no atendimento jurídico da entidade. Os associados e associadas procuraram o sindicato para obter informações sobre o descumprimento da legislação trabalhista por parte das empresas, dúvidas sobre pagamento de salário mínimo profissional, aplicação de reajuste salarial, concessão gratificações, concessão de progressão, dúvidas sobre requisitos para aposentadoria, tempo especial, percentual de honorários advocatícios, entrega e consulta de documentação para requerimento em processos administrativos ou judiciais, etc.

REFORMA DA PREVIDÊNCIA
A reforma em começo de discussão no Congresso Nacional deve concentrar os esforços da entidade em 2019. Caso ela seja aprovada, os trabalhadores e trabalhadoras serão muito prejudicados tanto em questões financeiras como em tempo para se aposentar. O Senge realiza a partir do dia 13 uma série de palestras sobre a previdência. Além de juntar esforços com outras entidades para que a reforma, do jeito que está, não seja aprovada.

 

Fonte: Senge-PR