Quarta, 12 Dezembro 2018 16:20

Comissão Mista do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração entrega relatório final à diretoria da Sanepar

Esforço conjunto entre representantes da empresa e de Sindicatos, a Comissão se reuniu durante três meses para considerar as mais de 450 sugestões e críticas enviadas pelos empregados da Sanepar.

Sanepar

Foto: Agência Estadual de Notícias

Nesta segunda-feira (10), a Comissão Mista do PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração) entregou à Diretoria da Sanepar o relatório final com sua proposta de revisão e atualização do Plano.

Esforço conjunto entre representantes da empresa e de Sindicatos, a Comissão se reuniu durante três meses para considerar as mais de 450 sugestões e críticas enviadas pelos empregados da Sanepar. O engenheiro civil e diretor adjunto do Senge-PR em Maringá, Marcelo Dias, representou o Senge-PR e demais Sindicatos de Categoria Diferenciada. Ao todo, foram realizadas 11 reuniões plenárias ordinárias, duas reuniões plenárias extraordinárias e duas reuniões de subcomissões para estudo, entendimento, elaboração e simulações da proposta de reestruturação para o Plano.

Entre as reivindicações estavam um sistema de avaliação mais objetivo, clareza na distribuição dos steps e valorização da qualificação profissional individual. “A tudo isso, somamos a necessidade de termos um plano sustentável, que não penalize os empregados nos momentos de pujança da empresa, e ao mesmo tempo, não comprometa a empresa nos momentos em que os resultados não permitam o acréscimo no valor da folha de pagamentos”, diz Marcelo Dias.

A nova proposta do PCCR prevê melhorias e desenvolvimento de sistemas de avaliação; reestruturação da tabela salarial; regras de dotação orçamentária; redistribuição dos pesos relativos para as dimensões institucional, setorial e individual; reestruturação da metodologia de avaliação de desempenho individual; nova régua para os conceitos finais de avaliação; treinamento para avaliação e feedback entre avaliadores e avaliados; e a criação de Comissão de Ética do próprio Plano.

“Como premissas para o desenvolvimento do trabalho, trouxe comigo a defesa dos interesses dos trabalhadores em consonância com a sustentabilidade da empresa, fonte do sustento de cada um de nós e nossas famílias. Assim, reforçamos a posição dos engenheiros pelo desejo de um processo justo e perfeito para todos, reforçando nosso compromisso com a qualificação dos empregados e a melhor gestão que nossa Sanepar deve sempre almejar”, ressalta Dias.

Agora, o relatório segue para avaliação e debate pela diretoria da empresa. Se aprovada, a implantação integral da proposta está prevista para o ano de 2020, com etapas intermediárias que podem ser desenvolvidas e executadas ainda em 2019.

>> O relatório final está disponível através deste link.

Dúvidas podem ser encaminhadas para Marcelo Dias, representante do Senge-PR na Comissão Mista, através do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

 

Fonte: Senge-PR