Segunda, 10 Setembro 2018 16:02

Mobilização do Confea traz primeiros resultados

mobilização em torno da Consulta Pública para as Diretrizes Curriculares Nacionais para graduação em engenharia começa a apresentar seus primeiros resultados. O Conselho Nacional de Educação – CNE anunciou a ampliação do prazo para manifestação, o que indica a possibilidade de uma maior participação dos profissionais e de que as propostas encaminhadas pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia – Confea sejam postas em discussão pelo CNE e pelo Ministério da Educação, conforme compromisso estabelecido conjuntamente. Agora, os profissionais e estudantes têm até o próximo dia até o próximo dia 17 para apresentar suas contribuições. A mudança ocorre após a manifestação firme do Conselho, criticando o prazo anteriormente definido.

Mobilização do Confea traz primeiros resultados

“Ainda não é o que desejamos, mas com o prazo um pouco ampliado poderemos mobilizar ainda mais os nossos profissionais e pressionar o CNE para que ele atenda às nossas reivindicações.  O ministério da Educação se comprometeu no sentido de nos ouvir. Agora, esperamos que ele promova o debate efetivo em torno das nossas propostas. Esse compromisso foi extensivo ao próprio Conselho Nacional de Educação, com quem também já havíamos nos reunido e que já havia nos surpreendido com a revogação do parecer referente ao currículo básico do curso de especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. Mesmo assim, nós nos mobilizamos, deliberamos junto à Comissão de Educação e Atribuição Profissional (CEAP), a um grupo de especialistas e aos conselheiros e apresentamos essa proposta no prazo harmonizado e não podemos aceitar agora que seus pontos não sejam amplamente discutidos por estes órgãos”, declarou o presidente do Confea, eng. civ. Joel Krüger.

Os pontos a que o presidente do Confea se refere são: carga mínima de 3.600 horas; obrigatoriedade de atividades práticas presenciais e definição prévia da atribuição profissional almejada no projeto pedagógico do curso. “Consideramos essas sugestões fundamentais para o mínimo de qualidade na formação dos profissionais em Engenharia e elas foram simplesmente ignoradas no projeto de resolução que está disponível para consulta pública”, disse o presidente no final de agosto, quando do anúncio da data-limite para a consulta pública, lamentando a postura do CNE e convidando os profissionais a se manifestarem por meio da Consulta Pública.

O parecer proposto pelo CNE e o respectivo projeto de resolução estão disponíveis ainda aqui. As sugestões aos textos poderão ser encaminhadas ao e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fonte: Equipe de Comunicação do Confea