14 Jun 2017

As entidades do movimento popular e sindical ocuparam a sede do Ministério das Cidades, em Brasília, no dia 12/6, exigindo a suspensão do decreto presidencial que retira poderes do Conselho Nacional das Cidades e o adiamento da Conferência Nacional das Cidades para o ano de 2019. As entidades ocuparam o Ministério até o dia 13/06 e realizaram visitas aos integrantes da Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara de Deputados e lideranças partidárias. O representante da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge) no Conselho Nacional das Cidades, o engenheiro Ubiratan Félix, participou ativamente das articulações. “Sem mobilização popular e sindical todo o processo participativo de conferências e conselhos pode ser extinto, já que governo golpista não combina com participação popular”, afirmou Ubiratan.

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Galeria de Vídeos

 

Receba nossos boletins!

captcha 

Publicações